Blog

» veja mais posts

27/08/2019 - POR REDAÇÃO

A importância de manutenções preventivas em transdutores

 

 

Um equipamento de ultrassom é essencial para o bem-estar dos pacientes e para o bom diagnóstico por parte dos profissionais.

Por isso, é importante estar bem atento às especificações da máquina, e principalmente, realizar as manutenções preventivas nos transdutores.

Confira porque esse conceito é tão importante.


O que é a manutenção preventiva de transdutores?

A manutenção preventiva é a mais vantajosa correção a ser feita. Normalmente, quando se pensa nesse conceito, o que vem à mente é a manutenção corretiva. Ou seja, aquela que só é feita depois que o problema aparece. A manutenção preventiva tem o objetivo oposto.

Essa prática visa avaliar a condição dos transdutores antes mesmo que surja algum problema que impeça o seu funcionamento ou mesmo que possa acarretar um problema maior no futuro como a troca dos cristais, o que aumenta consideravelmente o custo. Dessa forma, não existem riscos de diagnósticos equivocados nos pacientes, e consequentemente a possibilidade de a máquina ficar parada é muito menor.

Por isso, a manutenção preventiva tende a ser muito mais barata do que a corretiva. Um problema dificilmente ocorre em uma única peça, visto que o mau funcionamento de uma impacta todas as outras. 

Então, agir preventivamente é fundamental para evitar prejuízos maiores.

A manutenção corretiva também tende a ser mais demorada. É preciso, primeiro, diagnosticar o problema, preparar-se para corrigi-lo, verificar se não foram afetadas nenhuma das outras peças e testar para verificar se ele foi resolvido.

Isso, sem falar nos possíveis problemas com o paciente. Se um exame precisar ser remarcado ou se houver um diagnóstico comprometido por uma falha no equipamento, a relação da clínica com o paciente pode ser muito prejudicada, trazendo prejuízos que vão além do financeiro.


Como fazer a manutenção preventiva?

Cabe à gestão do hospital, ou da Clinica, fazer um cronograma para a manutenção de seus equipamentos, mantendo o controle da última vez que houve uma vistoria em transdutores.

Mas, é claro que a gestão do hospital/clínica não vai fazer isso sozinha. É preciso contar com uma empresa que tenha know-how para manusear os equipamentos. Esse apoio, além das informações da fabricante, ajuda a medir o tempo correto para realizar a manutenção.

Os aparelhos de ultrassom são extremamente caros e sensíveis, e sua vida útil depende muito da sua manutenção e do seu estado de conservação. Por isso, para garantir que o seu investimento se pague pelo maior tempo possível, é preciso fazer a manutenção preventiva periódica.


Alguns cuidados com os transdutores:

Por fim, podemos destacar algumas boas práticas para o cuidado dos transdutores.

Primeiramente, é fundamental não deixar o gel secar nesta parte do aparelho. O mais recomendado pelos fabricantes e especialistas, é fazer uma limpeza com um pano úmido ou com um lenço de papel após cada exame.

Também não é recomendado usar ácido ou álcool, pois eles podem danificar o aparelho. Ainda em relação ao gel, ele não deve ser aplicado diretamente no aparelho, mas sim na pele do paciente.
Já os cabos, podem ser limpos com um produto neutro e, para se obter uma proteção ainda maior, podem ser cobertos com um plástico filme.


E então, o que você acha da manutenção preventiva dos transdutores?

Essa prática é essencial para trazer mais qualidade e durabilidade ao seu equipamento.

Se você quer conhecer melhor como ela funciona, entre em contato com nossa equipe técnica agora mesmo, estamos prontos para atendê-lo!

 

Cadastre-se em
nossa newslleter.

Me chame no WhatsApp Agora!